Manutenção de um elevador: quais os perigos de não fazer?

Você já deve ter ouvido que o elevador é o meio de transporte mais seguro que existe, não é mesmo? Contudo, um dos fatores determinantes para a segurança é a manutenção de um elevador.

Esse tipo de cuidado faz com que o veículo seja analisado de forma criteriosa, de modo que profissionais especializados consigam identificar sinais de desgastes em peças importantes.

Deixar de realizar a manutenção de forma periódica é um grave erro. Para que você entenda quais são os riscos dessa atitude, publicamos este artigo.

A falta de manutenção de um elevador traz risco de morte

Em 2014, uma senhora de 70 anos morreu, após o elevador em que ela estava despencar do segundo andar. A vítima teve fraturas expostas, foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. No ano de 2018, uma menina de apenas quatro anos faleceu devido a um acidente no elevador de sua casa.

Como vimos, o primeiro perigo da falta de manutenção é o de perder pessoas queridas. Um elevador tem diversos equipamentos de segurança, todos eles trabalhando ao mesmo tempo para evitar acidentes, mas para essas peças funcionarem adequadamente, elas precisam receber a manutenção adequada.

Elevadores com problema geram transtornos

Caso o elevador do seu condomínio deixe de funcionar, a rotina dos moradores será completamente alterada. As pessoas precisarão dividir espaços entre os corredores estreitos das escadarias para conseguirem se locomover.

Essa experiência pode ser ainda mais desconfortável para indivíduos idosos, moradores com bebês de colo e prestadores de serviço, como entregadores.

No caso de pessoas com algum tipo de limitação física, a falta de funcionamento dos elevadores as impedirá de ter acesso ao apartamento ou poder sair do prédio. Em algumas situações, esses indivíduos precisarão ser carregados, fazendo com que se sintam constrangidos.

Para evitar vivenciar esse tipo de situação, faça manutenção dos elevadores, garantindo que eles estejam sempre funcionando de forma adequada.

Defeitos nos elevadores podem gerar processos

O primeiro responsável por uma falha em um elevador é o seu proprietário. Caso o veículo esteja em um condomínio, o síndico poderá ser responsabilizado por defeitos nesse equipamento.

Isso porque se entende que cabe a essa pessoa a responsabilidade por providenciar a manutenção de um elevador de forma periódica. Caso esse cuidado tenha sido tomado, a obrigação legal passa para a empresa que realizou o serviço.

Falta de cuidado faz com que um elevador obsoleto seja usado

Assim como qualquer outro equipamento, a tecnologia por trás dos elevadores continua evoluindo. A manutenção recorrente é uma maneira de saber, por meio da opinião de um profissional especializado, se o seu elevador ainda pode ser utilizado ou se já está na hora de trocá-lo.

Isso é comum em edifícios antigos, que têm elevadores menos seguros, como aqueles em que a porta é de grade manual.

Como vimos, a manutenção de um elevador é um assunto sério. Negligenciá-la pode fazer com que o meio de transporte mais seguro que existe apresente riscos aos seus passageiros.

Gostou deste artigo? Então, entre em contato com nossa equipe para nunca passar por apuros ao usar um elevador!

(11) 2059-1628
(11) 2548-2169

(Atendimento 24 horas)

vendas@surmonter.com.br

Rua Antônio Ferraciolli, 405 - Jardim Catarina, São Paulo - SP, 03910-070

© SURMONTER FABRICAÇÃO E MANUTENÇÃO DE ELEVADORES - 2019 Todos os direitos reservados

desenvolvido por Public Online